01/06/2020-Goiás-Cresce o número de ocorrências com cerol, indica relatório.

Desde o mês de março o número de ocorrências relacionadas ao uso do cerol vem crescendo em todas as regiões de Goiânia, principalmente na região noroeste.

O comando da GCM de Goiânia recebeu na manhã desta segunda-feira, 1º, o relatório trimestral sobre as ocorrências registradas ao uso do cerol em geral, que envolve o artefato caseiro e o fabricado em indústrias. Segundo o relato são números preocupantes, pois, se no início de março ocorreu somente uma ocorrência, em maio foram 108.

Segundo o comandante da corporação, GCM Wellington Paranhos, “isso se dá devido às circunstâncias atuais da pandemia do coronavírus, onde as aulas nas escolas estão suspensas e com isso as crianças tendem a ficar mais tempo em casa ou mesmo brincando nas proximidades destas”, avalia.

Ele complementa que a GCM vem realizando ações educativas em toda a cidade em virtude deste aumento. Qualquer pessoa pode denunciar o uso irregular do cerol. É só ligar no telefone funcional 153. “Pedimos para que os pais também nos ajudem a orientar essa meninada”, solicita o comandante.

Também no relatório estão as regiões com os números de ocorrências durante esses meses, assim distribuídas: Noroeste – 24; Leste – 22; Sudoeste – 20; Oeste – 18; Central – 17; Norte – 16; e Sul – 14.

Apesar do aumento do número de ocorrência, vale ressaltar que desde o início da campanha Pipa sem Cerol, em 2009, os números de acidentes com vítimas fatais com esse artefato vêm diminuindo, conforme os dados:

2009 – não houve vítima fatal
2010 – 4 mortes
2011 – 1 morte
2012 – não houve vítima fatal
2013 – 1 morte
2014 – não houve vítima fatal
2015 – 1 morte
2016, 2017, 2018 e 2019 – não houve vítima fatal.

Atenciosamente,
Diretoria de Jornalismo – Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) da Prefeitura de Goiânia