07/06/2018 – GOIÁS – Segurança no Campo: Reunião define ações estratégicas para execução do ProRural

Programa do Governo de Goiás, coordenado pela SSP, atua com foco na redução ainda maior de crimes na zona rural; “Integração e conhecimentos para avançarmos ainda mais”, diz secretário Irapuan Costa Júnior

IMPRENSA Segurança Pública

Com o objetivo de fortalecer ainda mais a integração entre as forças policiais no combate à criminalidade na zona rural, o secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, coordenou nesta quinta-feira (07/06), reunião de trabalho para alinhamento das ações conjuntas do Programa de Prevenção, Controle, Repressão e Redução a Crimes Rurais (ProRural). “É uma união de esforços e conhecimentos para avançarmos ainda mais contra a criminalidade”, declarou o secretário.

O programa foi lançado em 23 de maio, sob as diretrizes estabelecidas pelo governador José Eliton. Entre as principais metas, estão a redução de crimes, como furto, roubo, extorsão, apropriação indébita, estelionato e receptação. Todas as forças policiais estão atuando de forma integrada nestes focos, com tecnologia e equipamentos de última geração. “O Governo de Goiás, mais uma vez, mostra sua visão moderna de combate ao crime”, afirmou Irapuan.

Na reunião, foram apresentadas as ações que serão realizadas. Também foi detalhada a participação da iniciativa privada, proprietários e produtores agropecuários, bem como as entidades de classe que representam o setor rural no Estado.

O superintendente de Inteligência Integrada da SSP, delegado Danilo Fabiano Carvalho, explicou que o ProRural adota as mesmas diretrizes do ProCarga, que tem servido de modelo para o restante do País. “Questões envolvendo a criminalidade no setor rural passam a ser discutidos pelo poder público e pelo setor privado de forma conjunta. O resultado influenciaria diretamente na definição de diretrizes e ações voltadas à prevenção e repressão da criminalidade”, destacou.

Diversas autoridades participaram da reunião. Entre elas, o superintendente executivo da SSP, Emmanuel Henrique Balduíno; o delegado-geral da Polícia Civil, André Fernandes; o chefe do Estado Maior Estratégico da Polícia Militar, coronel André Henrique Avelar; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Márcio André de Morais; o presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), José Manoel Caixeta; o diretor administrativo da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), André Lousa, além de representantes de outras entidades.