07/07/2020-BRASIL-Governo Federal lança Plano de Contingência para Pessoas com Deficiência

O lançamento do plano foi no mesmo dia em que a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (LBI) completa cinco anos

Governo Federal lança Plano de Contingência para Pessoas com Deficiência
Cerimônia de lançamento do plano para diminuir impacto na vida de pessoas com deficiência durante pandemia, no Palácio do Planalto.

Aprimeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, participou, nesta segunda-feira (6), no Palácio do Planalto, da cerimônia de lançamento do Plano de Contingência para Pessoas com Deficiência. O objetivo é garantir a saúde e promover condições socioeconômicas dignas para pessoas com deficiência durante a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

A cerimônia, realizada no mesmo dia em que a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (LBI) completa cinco anos, contou com a assinatura do Decreto Nº 10.415, direcionado aos 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência. O texto institui um grupo de trabalho interinstitucional, que irá propor o Modelo Único de Avaliação Biopsicossocial da Deficiência.

Michelle Bolsonaro destacou que o Plano vai ajudar todos os brasileiros com algum tipo de deficiência. “De modo imediato, o plano conta com ações que serão realizadas por intermédio do programa Pátria Voluntária, para garantir o complemento alimentar de um grande número de pessoas com deficiência”, disse.

A primeira-dama sinalizou ainda o apoio a negócios sociais que atendam ou sejam liderados por pessoas com deficiência, assim como disseminar oportunidades de voluntariado voltadas a esse público. “Cada um de nós pode fazer algo para ajudar o próximo, mas juntos podemos transformar realidades. O voluntariado é o caminho para um Brasil mais justo e inclusivo. Conto com o envolvimento de todos nessa luta”, finalizou.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que esse é o governo da inclusão. “Este é um evento para dizer que ninguém ficará para trás. Nenhuma pessoa com deficiência ficará para trás. E, neste tempo de pandemia, é todo mundo cuidando de todo mundo”, disse Damares Alves.