07/11/2018 – GOIÁS – Conferência debate propostas em prol dos direitos das crianças e adolescentes de Aparecida

Promover os direitos da criança e adolescentes. Este é o objetivo do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Aparecida de Goiânia (CMDCA). E para atingir esse objetivo, foi realizada na manhã desta quarta-feira, 07, a 11ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança, que contou com a participação de mais de 200 conferencistas entre diretores de escolas, conselheiros tutelares, promotores de justiça, agentes de proteção, defensores públicos, representantes da sociedade organizada e de alunos das unidades de ensino do município, incluindo as conveniadas.

Secom Aparecida

Com o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento as Violências”, a conferência abordou temas voltados para a proteção das crianças e adolescentes como políticas públicas de enfrentamento aos tipos de violação de direitos e vulnerabilidade social, a garantia de direitos atribuídos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e ações de assistência social. O secretário interino de Assistência Social, que representou o prefeito Gustavo Mendanha na solenidade de abertura das atividades, destacou a importância da conferência para melhor atender as crianças e adolescentes de Aparecida.

“Nós como cidadãos e especialmente como agentes públicos, temos o dever e a responsabilidade de promover as transformações que queremos a partir das nossas próprias iniciativas. Isso daqui já faz parte do nosso papel, debater ideias e propostas que vão ajudar a termos dias melhores, especialmente para nossas crianças e adolescentes. Mas que não fiquemos só nas ideias, que possamos trazer ao final desta conferência, propostas de políticas públicas que sejam facilmente executadas para que possamos juntos, fazer de Aparecida uma cidade melhor, uma cidade modelo e referência na atenção e proteção aos nossos pequenos”, comentou.

A conferência deste ano ganhou destaque com a participação dos estudantes Nathan Leonardo de 10 anos, estudante do 5º ano do ensino fundamental e Arthur Sousa de 16 anos que está no 1º ano do ensino médio, representando todos as crianças e adolescentes do município. “É muito importante esse tipo de reunião para debater sobre os nossos direitos. Precisamos falar sobre o bullying nas escolas, porque não é legal para quem sofre, eu mesmo sou vítima por usar óculos. Então é importante incentivar os jovens a estudar, para quando crescer se tornar um bom profissional”, sublinhou Nathan, que deseja ser médico no futuro.

A conferência municipal dos direitos da criança e do adolescente está acontecendo em todo o país, e estão sendo discutidas todas as demandas relacionadas aos direito da criança e do adolescente, garantindo a promoção e execução desses direitos. “Essa conferência é de extrema importância, pois é através de eventos como este que discutimos e elaboramos propostas para o município, garantindo e executando os benefícios em prol da criança e do adolescente de Aparecida”, acrescentou Deurimar Barbosa, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Aparecida de Goiânia (CMDCA).