07/12/2017 – GOIÁS – Manifesto – Mostra de Cinema Político promove encontro internacional para criação de acordos audiovisuais entre Goiás e Cuba

Reitor do IFG e Diretora da Faculdade de Comunicação da UFG viajam a Cuba para reunião com Reitor da Universidade de Havana

 

Assessoria de Imprensa Manifesto (Claudia Nunes)

De 10 a 14 de dezembro, uma delegação acadêmica da Universidade Federal de Goiás e do Instituto Federal de Goiás estará em Havana para uma rodada de negociações com o objetivo de firmar convênios e acordos de cooperação técnica entre as duas instituições, a Universidade de Havana, o Instituto de Cubano de Rádio e TV (ICRT), Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficos (ICAIC) e a Escola Internacional de Cine e TV de Cuba (EICTV).

O Reitor do IFG Jerônimo Rodrigues da Silva, o diretor geral do Câmpus Cidade de Goiás, Sandro di Lima, e a diretora da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC) da UFG, Angelita Lima, viajam a convite da Manifesto – Mostra de Cinema Político, responsável pela articulação da agenda de reuniões em Havana.

A Manifesto, uma realização da Balaio Produções e Vietnam Filmes, com apoio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás – SEDUCE, promoveu dois encontros acadêmicos no mês de outubro, em Goiânia, com a participação dos convidados internacionais, Daniel Diez Castrillo, fundador da TV Serrana e professor da Universidade de Havana; Pablo Garcia Barbán, diretor da TV Serrana; Luis Guevara Polanco, coordenador geral do Grupo de Criação da TV Serrana; Lazara Herrera, diretora da Oficina Santiago Álvarez, do Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficos (ICAIC); Rafael de Jesus Ramirez, coordenador da Cátedra de Humanidades da EICTV e Marlen Ruiz, produtora da Escola Internacional de Cine e TV de Cuba (EICTV).

Essas primeiras reuniões com as instituições de ensino superior de Goiás lançaram as bases para os acordos internacionais que propõem o intercâmbio de pesquisadores, estudantes, docentes e sábios populares; o desenvolvimento de projetos de formação e pesquisa; distribuição de conteúdos e coprodução de obras audiovisuais.

Segundo a diretora da FIC, Angelita Lima, a parceria construída é um “ação política forte em favor do intercâmbio de conhecimento na área do Jornalismo Cinematográfico e da produção audiovisual independente e comunitária para criar projetos conjuntos de pesquisa, circulação e produção de conteúdos, abrindo espaço para novos olhares e pensamentos da América Latina”.

O diretor do Câmpus Cidade de Goiás do Instituto Federal de Goiás e um dos fundadores do Curso de Cinema e Audiovisual desta instituição, Sandro di Lima, também estabeleceu contatos com os representantes das instituições internacionais mencionadas. “A parceria que buscamos com as instituições audiovisuais e de cinema de Cuba não se restringe à troca de experiências no campo da educação, mas acima de tudo nos interessa estimular redes alternativas de pensamento contra hegemônico, experimentação de linguagens e estéticas, e criação de dinâmicas narrativas voltadas para o fortalecimento da identidade latinoamericana”, afirma Sandro di Lima.

Agenda em Cuba

A intensa agenda da delegação goiana não inclui apenas as rodadas de negociações, será realizada ainda uma exibição de filmes goianos raros na sessão especial Discursos e Desconstruções da Manifesto – Mostra de Cinema Político, na programação oficial do 35˚ Festival Internacional do Novo Cine Latimoamericano de Havana.

“Além de exibir filmes para confrontar o espectador com seu próprio conformismo estético e político, a Manifesto também tem o objetivo de ser um ambiente de encontro de realizadores audiovisuais e dirigentes de instituições de Cinema e TV, para estimular alianças capazes de construir e fortalecer redes alternativas de pensamento e narrativas estético-políticas. Nosso objetivo é contribuir para a consolidação de ações duradouras em nossas regiões, que se consolidem em novos projetos”, afirmam os diretores da Manifesto, Claudia Nunes e Erico Rassi.