08/06/2018 – GOIÁS – “Estamos melhorando e ampliando as ações de governo para investir ainda mais no cidadão”, afirma José Eliton

► Em entrevista ao programa Balanço Geral, da TV Record, governador presta contas de seus 60 dias à frente da administração estadual

Gabinete de Imprensa do Governador

Atualização: O número global correto de atendimentos no Terceiro Turno da Saúde é 8 mil procedimentos.

Goiânia, 8 de junho 2018 – Ao completar, nesta sexta-feira (8/6), 60 dias à frente da administração estadual, o governador José Eliton afirmou que, em conjunto com sua equipe de auxiliares, está trabalhando com planejamento e determinação para ampliar as conquistas econômicas e sociais de Goiás nos últimos anos. “Estamos melhorando e ampliando as ações de governo para investir ainda mais no cidadão”, disse durante entrevista ao vivo para o programa jornalístico Balanço Geral, da TV Record.

José Eliton respondeu a todas as perguntas dos telespectadores e do jornalista e apresentador Oloares Ferreira sobre os diferentes temas e áreas da administração, prestando contas dos investimentos realizados e demandas já atendidas. Entre os destaques, o governador falou das ações do governo do Estado para enfrentar a escassez hídrica, em função do início do período de estiagem, principalmente em Goiânia e Aparecida de Goiânia.

“Estamos tendo uma atenção muito especial, na transposição da bacia do João Leite e do complexo Mauro Borges para abastecer Aparecida como um todo. As obras estão em andamento. “Esperamos até o final de agosto estar com as obras prontas e que não tenhamos esse ano problemas de abastecimento de água em Aparecida”, disse.

Sobre o horário Terceiro Turno implantado na Saúde Estadual, José Eliton afirmou que os avanços ocorrem com muita rapidez. “Já realizamos mais de 8 mil atendimentos entre consultas e exames e 500 cirurgias foram realizadas”, pontuou, explicando que a meta é chegar ao fim do ano com a realização de 7 mil cirurgias eletivas e mais de 100 mil consultas e exames.

Sobre as desonerações tributárias no Estado, como forma de reduzir a pauta dos combustíveis e de outros segmentos, como bares, restaurantes e similares, o governador assinalou que sempre defendeu a reforma tributária como forma de incentivar a produção. Também lamentou que 70% da arrecadação tributária ficam com o governo federal, 30% para estados e municípios. “Eu já defendo há muito tempo a necessidade de uma reforma tributária no País”.

Indagado a respeito dos programas de construção de casas populares, José Eliton observou que a habitação “vai muito bem” em Goiás, Estado que, observou, tem o maior programa de habitação da área no País. Observou que casa “é muito mais que concreto, ferro, arame, é um lar”, e é uma demanda social que o sensibiliza muito.

Na entrevista, José Eliton defendeu investimentos no ser humano. “No meu discurso de posse, no dia 7 de abril, eu garanti que o meu foco e investimento seria no ser humano”, afirmou, acrescentando que alguns programas sociais estão sendo remodelados, com ampliação do Renda Cidadã e lançamento do programa Universidade em Rede, que vai proporcionar a realização de cursos superiores de forma presencial e virtual, por meio de um convênio com a Universidade Virtual de São Paulo (Univesp).

Ao falar de Segurança Pública, o governador disse não ter dúvida de que o trabalho da polícia goiana contra o crime organizado é um dos melhores do País, em função de uma ampla e moderna plataforma de inteligência. Ele refutou possíveis ataques de uma organização criminosa paulista em Goiás. O grupo estaria por trás de atentados recentes nos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Norte.

Sobre o desempenho do programa Goiás na Frente, José Eliton afirmou que o programa apresenta excelentes resultados, com mais de 80% dos recursos já aplicados e obras em andamento em todos os municípios do estado. Na próxima semana, informou, serão convênios do Goiás na Frente com as prefeitura de Goiânia (R$ 35 milhões) e de Aparecida de Goiânia (R$ 10 milhões).

“Aqueles que torcem contra, vão continuar caindo da mula”, ponderou, citando números positivos também na área da Educação, com a conclusão de mais de 40 Escolas Padrão Século XXI, colégios militares e continuidade de programas de alto índice de aprovação da sociedade como o Bolsa Universitária.