09/02/2018 – GOIÁS – Marconi determina transferência de detentos de Formosa para o novo presídio e resolve problema do sistema carcerário do município

► Prefeito de Formosa, Ernesto Roller, do MDB, reconhece empenho de Marconi na solução do problema carcerário da cidade: “O governador foi extremamente determinado na solução do problema”, disse

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

Formosa, 8 de fevereiro de 2018 – O governador Marconi Perillo determinou a transferência de 130 presos da cadeia pública de Formosa para o novo presídio de alta segurança que será inaugurado pelo Governo de Goiás nesta sexta-feira (9/2), no município, com a presença da presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia. A decisão do governador atende à demanda da população de Formosa, onde o atual prédio de custódia é conhecido como “Cadeião”.

A medida faz parte do plano de segurança do Governo do Estado de construir presídios menores com o objetivo de descentralizar a concentração de detentos no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. “Reconheço todo o esforço do governador Marconi Perillo na decisão da transferência dos presos”, disse o prefeito de Formosa, Ernesto Roller, do MDB. “O resultado só foi alcançado graças à determinação do governador Marconi Perillo”, observou.

A obra compreende o que há de mais moderno em engenharia e arquitetura de presídios no País e visa consolidar a modernização do sistema goiano, que deverá servir de modelo em todo o Brasil. O presídio de Formosa recebeu mais de R$ 19 milhões em investimentos. A estrutura tem seis mil metros quadrados de área edificada, refeitório, sala de aula, pátio de sol, área para atendimento psicológico e espiritual, além de galpões e guaritas de segurança. Ao todo, são 300 novas vagas. O presídio de Anápolis, do mesmo porte, está em fase final de acabamento.

“Os presídios de Formosa e Anápolis e os outros três que estão sendo construídos em Águas Lindas, Novo Gama e Planaltina, que também serão entregues este ano, são robustos e modernos. Juntos, serão responsáveis pela oferta de 1.588 novas vagas”, observou o governador. Atendendo à determinação dele, o Governo do Estado entregará os presídios de Águas Lindas e Novo Gama, em agosto, e o de Planaltina, em novembro.