09/10/2019 – BRASIL – Hospital da Criança de Brasília amplia frota de carrinhos elétricos

Pequenos pacientes viram pilotos pelos corredores da unidade

AGÊNCIA BRASÍLIA

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) ampliou, nesta terça-feira (8/10), a frota de carrinhos utilizados para levar as crianças internadas para fazer exames ou cirurgias. Agora, a frota conta com nove veículos e o hospital com pacientes/motoristas menos tensos na hora de realizar algum procedimento.

“A ideia é usar os carrinhos para o transporte deles ao centro cirúrgico ou para fazer exames, tornando a passagem pelo hospital mais leve, mais lúdica e com uma vivência menos traumática. O ambiente hospitalar representa uma mudança muito grande para a criança. Então, essas iniciativas servem para elas relaxarem e ficarem mais alegres. Tudo isso ajuda no tratamento, faz até com que as cirurgias transcorram de uma forma melhor”, informa o superintendente executivo do Hospital da Criança de Brasília, Renilson Rehem.

Fazer exames ou uma cirurgia deixa qualquer um nervoso, mas a carinha de alguns pacientes não demonstra esse temor. Na verdade, há um pouco de ansiedade até chegar a hora de pilotar o carrinho e seguir, com um sorriso, em mais um passeio pelos corredores do hospital.

A dona de casa Aline Tavares, 25 anos, acompanha o passeio do filho, Francisco Moura, de 4 anos, que encontrou cuidados e tratamento para a leucemia, diagnosticada há um ano. Para ela, os carrinhos trazem muita alegria ao pequeno Francisco.

“Os carrinhos fazem a diferença, pois motivam e deixam o meu filho mais alegre e sorridente, principalmente neste momento em que ele passa por um tratamento muito complicado, que o deixa debilitado. Assim, quando tem algo novo, ele fica mais alegre. É uma verdadeira transfusão de alegria”, descreve a mãe do garoto.

Trânsito

Com a frota maior, foi preciso realizar uma “ação educativa de trânsito”. A equipe do Núcleo de Campanha Educativa do Detran participou da atividade, distribuindo kits com material informativo, trazendo mais sorrisos, orientações divertidas e lúdicas sobre os cuidados no trânsito.

“Fazer a vida delas mais alegre e colocar o trânsito dentro do hospital é o nosso objetivo. É gratificante fazer este trabalho de conscientização e de diversão com essas crianças, que são tão especiais”, destacou o chefe do Núcleo de Campanhas Educativas do Detran, Miguel Vidal, durante a distribuição dos kits.

Tornando mais leve a passagem pelo hospital, os carros também estimulam os meninos e meninas a saírem dos leitos e auxiliam na criação de um ambiente mais descontraído, favorecendo a interação entre os pacientes.

A dona de casa Patrícia Galvão, 21 anos, mãe da menina Ângella Rebeka, 3 anos, fala com satisfação do atendimento do hospital: “Nós tivemos um ótimo acolhimento. Foi tudo muito rápido e estamos sendo muito bem atendidas”.

Ângella Rebeka foi diagnosticada, em agosto, com leucemia e, desde então, está sob os cuidados do Hospital da Criança. Patrícia destacou que a filha ama as brincadeiras e que ações como esta fazem muito bem à filha.

“Os carrinhos contribuem, deixam ela mais alegre. Neste momento, as crianças esquecem que estão no hospital. Algumas vezes, ela está debilitada e prefere não sair, mas quando tem alguma brincadeira, como esta, ela já se alegra, se distrai e esquece um pouquinho do tratamento”, relata Patrícia.

A entrada dos carrinhos na rotina dos pequenos pacientes é uma das estratégias usadas pelo Hospital da Criança de Brasília para reduzir o desconforto causado pelas doenças e tratamentos, promovendo um atendimento mais humanizado.

A frota é formada por quatro carros elétricos, que as próprias crianças pilotam; dois elétricos guiados por controle remoto e três não motorizados. Três dos carrinhos foram doados ao hospital e o outro adquirido a partir da mobilização dos gestores da unidade.

* Com informações da Secretaria de Saúde