10/09/2019 – GOIÁS – Blitz no HMI alerta para não utilização de adornos

O uso de acessórios ou adereços no ambiente hospitalar pode comprometer a saúde do paciente, caso estejam contaminados com bactérias ou vírus. Por isso, o Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), por meio do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da unidade, realiza até esta terça, dia 10, a campanha educativa Adorno Zero, que visa esclarecer as determinações da NR-32 junto aos trabalhadores do Hospital. As ações começaram nesta segunda-feira, dia 9.

Portal Goiás

Nada de pulseiras, brincos, anéis, alianças, relógios de pulso, colares, presilhas, broches, ou crachás pendurados com cordão. A Norma Regulamentadora nº 32 (NR-32), determina, de forma específica essa questão sobre a segurança e a saúde do trabalhador dos serviços de saúde, e no item 32.2.4.5 a regulamentação determina que “o empregador deve vedar … b) o ato de fumar, o uso de adornos e o manuseio de lentes de contato nos postos de trabalho”.

Para fazer esse alerta, uma equipe do Sesmt e Cipa, fez uma blitz nos setores, de uma forma bem divertida, com a personagem de Carmem Miranda à frente da campanha. Na oportunidade, distribuíram um saquinho para que os trabalhadores coloquem seus adornos, e também presilha de cabelo, visto que cabelo solto é proibido para os setores assistências (enfermagem).

Segundo o engenheiro de segurança do trabalho, Rodrigo César Meneses, essa ação é de extrema importância. “ É preciso que todos se conscientizem sobre as normas da NR-32, pois trata da segurança e da saúde do trabalhador no ambiente hospitalar”, afirma o engenheiro.