11/05/2018 – BRASÍLIA – Alta carga tributaria e burocracia enfraquece o empreendedorismo, diz Paulo Roque

Paulo Roque participou de um encontro onde foram apresentadas propostas para fomentar o empreendedorismo e a inovação no Distrito Federal

Ascom Paulo Roque

O pré-candidato ao senado Paulo Roque (NOVO/DF) participou na última quarta-feira (09), de um debate sobre propostas para fomentar o empreendedorismo e a inovação no Distrito Federal.

O evento, realizado no Espaço Multiplicidade Coworking, contou com a participação de outros pré-candidatos que também pleiteiam o mesmo cargo.

Paulo Roque apontou as dificuldades que o empreendedor enfrenta para abrir um negócio em todo o país. Também destacou que estas barreiras têm um ponto de referência em comum que estão associados ao governo e a péssima gestão pública. “O estado maltrata muito o empreendedor. O Brasil continua sendo o país onde as empresas gastam mais tempo para calcular e pagar impostos. São 2.400h, em média,” disse.

Roque entende que a implementação de parcerias público-privadas são de extrema importância para que o país volte crescer. Também ressalta que, para isso acontecer, é necessário diminuir a burocracia para que os projetos sejam retirados definitivamente do papel. “Temos tudo para ter o maior polo de tecnologia do Brasil. Nós também temos o maior adquirente de tecnologia que é o governo federal, com sede no DF. Contudo, a nossa Cidade Digital está no papel, há mais de 19 anos. É preciso destravar o estado permitindo que haja mais empreendedores, criando-se oportunidades para essa massa de pessoas, sobre tudo, os jovens,” afirmou.

Ele lembrou que a alta carga tributária é um fator que enfraquece o empreendedorismo. “Não é o estado que gera riqueza. Quem gera riqueza é o empreendedor junto ao seu trabalho, e com isso o país ganha,” enfatizou o pré-candidato.

Ao final do encontro, Paulo Roque afirmou que a tecnologia é uma pauta que deve que estar presente em todas as discussões, e que, também é preciso cuidar da meritocracia nos serviços públicos com o objetivo de melhorar a vida do cidadão. “Lá no senado, se a população me der este mandato, eu me proponho a lutar por aquilo que é essencial para destravar o nosso país, para que ele volte a crescer e gerar empregos,” finalizou Paulo Roque.