11/06/2018 – GOIÁS – Fica 2018 consolida legado de 20 anos impulsionando debate sobre cinema ambiental

Festival movimentou 40 mil pessoas em 6 dias de programação

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

O Fica 2018 se despede da cidade de Goiás com sentimento de dever cumprido. “Esta edição consolidou um legado e deixou a certeza de que outros 20 Ficas virão. A sustentabilidade é a nova fronteira da humanidade, assim como o combate à fome e as guerras”, afirmou o secretário de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), Marcos das Neves. A vigésima edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) recebeu um público de 40 mil pessoas em seis dias de evento, de acordo com a organização do festival. Cerca de 6 mil visitantes passaram pelas salas de cinema, mesas de meio ambiente, de cinema e oficinas e minicurso realizadas na edição. Esse número repete o recorde de público de 2017.

O Fica Atitude, um dos destaques do festival, exibiu 16 filmes produzidos por estudantes de ensino fundamental e médio e recebeu 2 mil alunos da rede estadual no evento.

A presença goiana nas mostras de cinema foi significativa, com 47 obras de Goiás no total. O Fica 2018, além da mostra de abertura, exibiu oito mostras de cinema e dois lançamentos, que, no total, contabilizaram 101 filmes.

A Mostra Competitiva selecionou 21 filmes, que foram assistidos em seus quatro dias de exibição – entre eles, dez produções nacionais e 11 estrangeiras, provenientes de oito países diferentes. Foram cinco longas, um média e 14 curtas. A Argentina concorreu com um filme, O Irã, outro, o México também marcou presença com uma produção e o Uruguai com outra. Da Europa, a Espanha foi representada com dois filmes, Portugal, com três e a Itália com dois. O público assistiu a documentários, filmes experimentais, ficção e animação.

A 2ª Mostra Saneago de Filmes Temáticos Sobre Água exibiu três obras, de três países, que concorreram ao prêmio de 30 mil reais. A 16ª Mostra ABD Cine Goiás exibiu 20 filmes em três sessões. A 10ª Mostra Infantil – Fica Animado recebeu seis filmes. Já a Mostra com Audiodescrição, que contou com crianças e adultos deficientes visuais, exibiu oito filmes diferentes com a tecnologia assistiva de audiodescrição. A Mostra Fica 20 Anos – A Força de um Legado, que homenageou produções ganhadoras de outros festivais, selecionou seis filmes, sendo três curtas e três longas.

A Mostra Os Povos do Cerrado exibiu 22 filmes em seus dois dias de realização. A edição 2018 também realizou dois lançamentos: A produção local O Voo da Primavera, de Dagmar Talga, e a nacional Correndo Atrás, de Jefferson De. A Mostra de Abertura exibiu o filme Ex-Pajé, de Luiz Bolognesi.

Esta edição promoveu três mesas de meio ambiente, três de cinema e 17 oficinas, laboratórios e minicursos. A programação musical apresentou 13 artistas durante os dias de evento, e se encerrou com o show de Ana Carolina no sábado à noite. Além das messas, diretores dos filmes da Mostra Competitiva participaram do “Encontro com Realizadores” que promoveu uma conversa entre público e produtores dos filmes.

A Tenda Multiétnica atraiu atenções à diversidade, com a presença de cinco povos diferentes, entre indígenas e quilombolas. Ocupada pelos povos tradicionais do Cerrado, a tenda multiétnica possibilitou o compartilhamento de conhecimento e a conscientização ambiental através da promoção dos saberes tradicionais.

Durante os primeiros cinco dias de Festival, o Fica na Comunidade promoveu debates, lançamento de filme, oficinas e ações integrativas. Tanto a Saneago quanto a Enel aproveitaram o evento para lançar projetos de reciclagem com contrapartida à população. Descontos na conta de energia serão oferecidos em troca da entrega de materiais recicláveis no Ecoponto e na conta de água, quando o cidadão entregar óleo usado de cozinha na Saneago. O legado que o evento deixa para a cidade de Goiás é permanente, com geração de empregos e fomento ao comércio local.