12/10/2017 – GOIÁS – Em fase final, obra do Credeq de Goianésia alcança 75% de execução

Centro de Referência e Excelência em Dependência Química recebe R$ 27 milhões e 300 mil em investimentos do Governo de Goiás; “Disparadamente, a maior obra de Goianésia”, frisou o governador Marconi Perillo, ao vistoriar hoje a obra

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

A obra da unidade de Goianésia do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) entrou na fase final. Construído pelo Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), o Centro está com 75% do planejamento da edificação executado. Os materiais de acabamento, como pisos e revestimentos, já foram adquiridos e estão no almoxarifado do canteiro de obras, prestes a serem utilizados.

Estão sendo investidos R$ 27 milhões e 300 mil, recursos oriundos do Programa Goiás na Frente, do governo de Goiás. Representante de Goianésia na Assembleia Legislativa, o deputado Helio de Sousa, que acompanhou o governador Marconi Perillo na vistoria de hoje, afirmou que os investimentos na unidade terapêutica estão entre os mais importantes que o governo de Goiás já realizou na cidade, “para que os dependentes químicos tenham a mão amiga do governo estadual para seus tratamentos”.

Marconi, que vistoriou hoje a construção, afirmou ser “disparadamente a maior obra de Goianésia”. E completou: “Não vai ser só uma obra, mas a mais importante. Porque é o melhor centro de referência na recuperação de dependentes químicos do Brasil. Não há nenhum centro de recuperação de dependência química público ou privado no Brasil que chegue perto dos Credeqs que estamos fazendo em Goiás”.

O Credeq é o serviço de referência na atenção de usuários gravemente comprometidos pelo uso de drogas no Estado de Goiás, para os quais os recursos disponíveis nas redes municipais não tenham apresentado a devida resolutividade. Surgiu como uma proposta para complementar a rede de atenção psicossocial através de um atendimento altamente especializado, diferenciado quanto ao seu programa terapêutico e efetivo na atenção à saúde dessa população.

O Centro vai atuar de forma integrada aos demais dispositivos de atendimento a pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool ou outras drogas, constituindo-se num espaço terapêutico destinado essencialmente aos casos graves e de maior complexidade. Além das ações de assistência aos usuários e suas famílias, serão realizadas atividades de qualificação para profissionais de saúde e pesquisa sobre a temática de dependência química.

O atendimento será integralmente pelo SUS às crianças, adolescentes, adultos e idosos referenciados pelas Secretarias Municipais de Saúde através do sistema estadual de regulação. O programa terapêutico proposto contempla intervenções em nível ambulatorial, internação em leitos de saúde mental (desintoxicação e tratamento da abstinência física) e leitos de acolhimento em modelo residencial (reabilitação psicossocial).

Cinco unidades – Em 2016, Marconi inaugurou o primeiro Credeq, em Aparecida de Goiânia. Logo, a unidade, que recebeu o nome de Credeq Prof. Jamil Issy, se tornou referência em qualidade no acolhimento e tratamento de dependentes químicos. Motivado pelos resultados alcançados com a recuperação e reestruturação da vida de acolhidos e de seus familiares atendidos no primeiro Credeq, o Governo do Estado investe na construção de outras quatro unidades para oferecer o mesmo tratamento de excelência a adolescentes, jovens e adultos vítimas de dependência química a outros municípios. São eles: Caldas Novas, Goianésia, Morrinhos, Quirinópolis e Itumbiara.