13/02/2019 – GOIÁS – NUDH discute fiscalização das condições de tratamento de idosos em hospitais e locais de longa permanência em Goiânia

A Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO), por meio do Núcleo Especializado de Direitos Humanos (NUDH), participou na tarde desta quarta-feira (13/02) de reunião que discutiu estratégias para fiscalizar o tratamento dado a idosos em instituições de saúde, locais de internação e casas de acolhida em Goiânia. O assunto foi debatido com a Comissão de Direitos do Idoso da Câmara Municipal de Goiânia, Ministério Público de Goiás (MP-GO) e a Delegacia Especializada no Atendimento do Idoso (Deai), na sala de reuniões das comissões da Câmara. De acordo com a assessoria da Comissão do Idoso, a primeira visita deve ser realizada antes do carnaval.

Defensoria Pública do Estado de Goiás

A coordenadora do NUDH, Fernanda da Silva Rodrigues Fernandes, considera a iniciativa muito válida e pode gerar resultados positivos para os cuidados com os idosos. “Vejo que esse projeto vai permitir que possamos identificar as falhas nas instituições e, a partir dessa identificação, exigir as políticas públicas dos órgãos responsáveis”, enfatiza.

O presidente da Comissão de Direitos do Idoso da Câmara de Goiânia, vereador Paulo Magalhães, afirma que o objetivo é realizar verdadeira blitz tanto nos hospitais quanto nas entidades de longa permanência dos idosos. Paulo Magalhães considera de extrema importância a participação da Defensoria Pública nesta frente de trabalho. “Muito importante. A Defensoria Pública é essencial, primordial para a realização deste trabalho de patrulha. As pessoas continuam sendo abandonadas em asilos”, enfatiza.

Participaram da discussão o promotor de Justiça Vagner Jerson Garcia, titular da 30ª Promotoria de Justiça e a delegada titular da Deai, Ana Lívia batista de Paiva.