13/09/2018 – GOIÁS – “Liderar não é só discurso. É ação, é competência, é conhecer o Estado”, afirma Marconi em grande reunião em Inhumas

> “Nós não tivemos esses mandatos todos porque fomos impostos. Foram os votos, foi a confiança dos goianos”, disse
>”Esses adversários dizem apenas uma coisa: ‘eu sou honesto e todos os outros são malandros’. Nós não precisamos desses discursos vazios, mas de quem faça pelos municípios”, afirmou o prefeito Aberlado Vaz

Imprensa Marconi Perillo

Candidato ao Senado Federal, o ex-governador Marconi Perillo participou, na noite de hoje, de grande reunião com lideranças políticas e moradores de Inhumas, onde debateu propostas para o Senado e ressaltou o quanto é importante que os goianos respaldem quem tem um histórico de compromisso com o desenvolvimento de Goiás, e estejam atentos àqueles que só têm discurso, mas não têm planejamento nem propostas.

“Governar não é só discurso. É ação, é competência, é conhecer o Estado. Nós não temos esses mandatos todos porque fomos impostos. Foram votos, foi a confiança dos goianos. Não se faz um Hugol e um Crer da noite para o dia. Isso depende de sonho, de planejamento, de boa gestão. Governo é coisa muito séria.

Nosso governo não foi de fachada, foi de realização”, declarou, sob muitos aplausos. Marconi levou a mensagem do governador Zé Eliton, candidato à reeleição, lembrando que, no governo estadual, ele dará continuidade ao programa Terceiro Turno da Saúde, e mestrado para os professores, dentre tantos outros projetos.

Em relação ao Senado, disse que seu propósito é ajudar o Brasil nessa hora em que o País precisa sair do buraco. Destacou a descentralização dos recursos, a disponibilização de um terço das Forças Armadas para vigiar as fronteiras do País, e a mudança da legislação penal como seus principais projetos.
O prefeito Abelardo Vaz (PP), disse que precisava falar à população sobre o que seu coração manda. “Meus amigos, preciso falar para vocês o quanto é necessário termos governantes que saibam a importância de atender os municípios. Esses candidatos da oposição dizem apenas uma coisa: ‘eu sou honesto e todos os outros são malandros’. Nós não precisamos desses discursos vazios, mas de quem faça pelos municípios. Discurso não mata fome. O que mata fome é o Renda Cidadã que Marconi criou”, exemplificou.

O deputado federal Roberto Balestra (PP), candidato à reeleição, destacou que a oposição limita-se a fazer críticas em uma função acomodada; e ponderou que a campanha eleitoral vem, justamente, para esclarecer quem é que tem propostas e quem só consegue criticar. “Oposição não tem folha de pagamento para fazer, não tem projetos para tocar. Está livre só para criticar. Por isso existe a campanha: ela é esclarecimento. Quem tem proposta tem a chance de apresentar, de conversar. Por isso peço que vocês acompanhem os programas na televisão. Vejam as propostas, ouçam nossos candidatos, que têm um histórico de benfeitorias por Goiás em todas as áreas”, declarou.

Balestra ressaltou que, embora seu partido não esteja na coligação, ele decidiu seguir com Marconi e Zé Eliton por lealdade àqueles que sempre ajudaram Inhumas, e por compreender que eles são os mais preparados para garantir a continuidade do desenvolvimento de Goiás. “Temos que estar com quem está preparado para gerir Goiás; ao lado de quem sempre fez por Inhumas e por todo Goiás”, frisou.

Participaram da reunião o vice-prefeito Dr. João, o suplente da senadora Lúcia Vânia, que é candidata à reeleição, lideranças políticas da região e moradores de Inhumas.