13/09/2019 – GOIÁS – Websérie divulga histórias de integrantes das forças de segurança de Goiás

Intenção é reforçar confiança entre a sociedade e os homens e mulheres que trabalham no combate à criminalidade

Secretaria de Comunicação

Quem observa a bombeiro militar Jhenipher Borges no dia a dia do seu trabalho, não imagina o histórico de quem já viveu dificuldades de não ter um trabalho formal, do sacrifício de estudar e ao mesmo tempo vender balinha em sinaleiros. “Ver o resultado de que fui aprovada foi muito gostoso. Foi a realização de um sonho. Naquele momento senti que tudo deu certo. Percebi que todo esforço valeu a pena”, afirma.

Esta é uma das histórias da websérie “Heróis Anônimos”, divulgado nas redes sociais do governo estadual. O objetivo é mostrar o trabalho de gente simples, mas com o diferencial de integrar as forças de segurança de Goiás e se destacar no combate à criminalidade. São personagens que atuam no impedimento de um assalto, no combate a incêndio, no salvamento de uma criança, na investigação de um crime ou evitar uma fuga de preso.

O governador Ronaldo Caiado sempre reforça, com orgulho, que as forças de segurança de Goiás são compostas por homens e mulheres que têm compromisso com a lei e que estão todos os dias nas ruas combatendo o crime, arriscando suas vidas para defender o cidadão e as famílias goianas. “Tenho o máximo respeito, reconhecimento e gratidão por este compromisso que eles têm com o Estado de Goiás. Nunca me deixaram na mão”, assegura o governador.

O resultado desse trabalho de reconhecimento das forças de segurança fica evidente nos índices criminais do Estado, que mês a mês apresentam reduções em praticamente todos os delitos. Os vídeos mostram exemplos de pessoas que saem de casa todos os dias, deixando suas famílias e arriscando suas vidas com um objetivo só: oferecer segurança e ao mesmo mostrar sua disposição em servir.

Brenda Carvalho sempre teve vontade de ser perita criminal. Conseguiu ser aprovada em seu terceiro concurso em 2015. “É um emprego que me faz realizada. É gratificante saber o trabalho científico pode ajudar a chegar à verdade de um crime”, ressalta. Já o capitão Márcio Nogueira diz que aos 10 anos, trabalhando na Praça Joaquim Lúcio, em Campinas, conheceu os primeiros policiais. Foi quando despertou o deseja pela função. “É um trabalho árduo. Você vê muita coisa ruim, mas há muita coisa boa. É um misto de herói, dedicação, esforço e sacrifício”, frisa Nogueira.

“Nosso objetivo é mostrar esses heróis. Acredito que com a população confiando nesses homens e mulheres que integram as nossas forças de segurança, todos nós vamos viver em um ambiente mais pacífico e harmonioso”, ressalta Caiado. As histórias completas de Jhenipher, Brenda, Fábio Alex e do capitão Nogueira podem ser conferidas pelo Facebook (@governodegoias) e pelo Instagram (@governogoias).