15/08/2019 – BRASIL – Presidente sobrevoa área de produção irrigada de frutas no Piauí

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sobrevoou nesta quarta-feira (14), em Parnaíba (PI), o Perímetro Irrigado Tabuleiros Litorâneos do Piauí, que produz frutas orgânicas em plena caatinga. O projeto de irrigação conta com investimentos do governo federal.

Governo do Brasil
Presidência da República

A principal atividade produtiva do perímetro é a agricultura orgânica certificada. O destaque é a acerola que ocupa a maior área plantada, em região de caatinga. Na região também há produção de coco, caju, abacaxi, manga, goiaba e banana. As frutas cultivadas chegam às regiões Nordeste, Sul e Sudeste e também são exportadas para a Europa e América do Norte.

O presidente Jair Bolsonaro disse que o recente acordo assinado entre o Mercosul e a União Europeia vai beneficiar os produtores de frutas do Piauí. “Lá fora não terá mais barreira para importar as frutas produzidas no Brasil. A tarifa será zero. Então, a fruticultura aqui de Parnaíba, do Piauí, será pujante. Vamos, a exemplo, de Petrolina, exportar mais ainda para a Europa. Isso vem emprego, vem desenvolvimento”, afirmou.

Um dos produtores é o cearense, Cirilo Samuel da Silva, que já cultivou melancia, mas agora investe na acerola. “Eu estou aqui há 20 anos e me considero parnaibano”, disse. “Apareceu uma empresa que está escoando a nossa acerola daqui e tá melhor, né?”.

Além do cultivo de frutas, na área irrigada também há plantações de arroz, feijão e mandioca. Outra atividade desenvolvida é a pecuária leiteira e de corte em pastos irrigados. Os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Teresa Cristina, e do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, acompanharam o presidente.

O projeto de irrigação foi implantado em 1989 e está sob responsabilidade do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), que integra o Ministério do Desenvolvimento Regional.

Em agosto de 2018, foi assinada a segunda etapa do Tabuleiros Litorâneos, que ainda está em andamento, e tem previsão de investimento federal de R$ 27 milhões, de acordo com o Ministério da Agricultura.

A água do Rio Parnaíba é usada para irrigar uma área que atualmente abrange 800 hectares, sendo que ainda há outros 2.443 hectares equipados e prontos para o manuseio da terra. O potencial total de irrigação é de 8.428 hectares, que deverão ser usados na segunda etapa do projeto.

O objetivo é estimular ainda mais a fruticultura irrigada ampliando o potencial de comercialização. A expectativa é que essa fase gere dois mil novos postos de trabalho.

Visita à Escola do SESC
O presidente também visitou em Paranaíba, Piauí, a escola Edifício Miranda Osório do Serviço Social do Comércio, SESC. “O que vale realmente, além de uma boa estrutura, bons professores para ensinar a molecada no caminho certo, o caminho do dever”, ressaltou.