15/10/2020-Goiás-Fiscais flagram irregularidades ao longo do Rio Araguaia

Durante as abordagens foi identificado um perímetro de cerca de 88 hectares de área desmatada ilegalmente. A propriedade rural foi autuada e multada.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) mobilizou equipes de fiscalização que, em conjunto com homens do Batalhão Ambiental da Polícia Militar, atuaram em cidades ao longo do leito do Rio Araguaia para evitar aglomerações e impedir outras irregularidades. As ações policiais ocorreram durante o feriado de 12 de outubro, quando é celebrada a Padroeira do Brasil e o Dia das Crianças.

Além de coibir as aglomerações, como recomendado pelas autoridades sanitárias para conter a disseminação do novo coronavírus, os fiscais atuaram em observação ao que determina o decreto 9674, que trata dos crimes ambientais. Durante as abordagens foi identificado um perímetro de cerca de 88 hectares de área desmatada ilegalmente. A propriedade rural foi autuada e multada.

As equipes de fiscalização fizeram ainda a apreensão de 44kg de carne de jacaré e 8 kg de carne de porco do mato, além de pescados. No total, foram lavrados três autos de infração que totalizaram R$ 26.500.

Os principais destinos turísticos ao longo do Araguaia são o distrito de Luiz Alves, em São Miguel do Araguaia, distrito de São José dos Bandeirantes, em Nova Crixás, Aruanã e Aragarças. Desde que foi decretada a situação de pandemia e, com isso, suspensa a temporada de férias em todas essas localidades, o Governo de Goiás intensifica as ações que visam coibir a disseminação da Covid-19. Ação semelhante ocorreu também no feriado de 7 de setembro.

Decreto

O decreto, assinado pelo governador Ronaldo Caiado no último dia 10 de junho, a partir de consultas a municípios, instituições públicas e entidades representativas da sociedade, proibiu a realização dos acampamentos, eventos como shows musicais, festas, caminhadas ecológicas, passeios ciclísticos, corridas, além de realização de espetáculos.

Também estão vedados o uso coletivo de beiras de rios, cachoeiras e praias formadas no Rio Araguaia e seus afluentes e a instalação de estruturas temporárias de restaurantes, bares, banheiros, pontos de apoio e quaisquer outras de atendimento a turistas e usuários em praias, beiras de rios e cachoeiras.

Comunicação Semad