19/01/2021-Goias-Pró-Atleta vai manter lista de contemplados de 2020 para o programa que será lançado em 2021

Fundamentais para o custeio de treinamentos e competições, as bolsas auxiliam 600 atletas. A decisão de manter a relação dos bolsistas se deu por conta da interrupção do calendário esportivo, devido à pandemia de Covid-19. Algumas modalidades não tiveram competições oficiais, e outras retomaram campeonatos no segundo semestre, o que não modificou os rankings de cada esporte

A sequência favorece o planejamento dos atletas que receberam as três parcelas do programa de 2020, em um momento de retomada geral das competições esportivas

O Pró-Atleta, programa de fomento do Governo de Goiás ao esporte de alto rendimento, terá sequência no ano de 2021. Fundamentais para o custeio de treinamentos e competições, as bolsas auxiliam 600 atletas, que foram selecionados por critérios técnicos estabelecidos por cada modalidade. Para esta nova temporada, a lista dos beneficiários será a mesma que foi definida para o ano de 2020.

A decisão de manter a relação dos bolsistas se deu por conta da interrupção do calendário esportivo, por conta da chegada da pandemia de Covid-19 a Goiás, em março de 2020. Algumas modalidades não tiveram competições oficiais, e outras retomaram campeonatos no segundo semestre, o que não modificou os rankings de cada esporte.

O procedimento realizado segue o modelo adotado pelo Governo Federal. Desta forma os bolsistas contemplados em 2020 que continuam federados e desenvolvendo suas atividades esportivas terão o benefício renovado. Portanto, não haverá inscrições para o Pró-Atleta 2021.

A sequência favorece o planejamento dos atletas que receberam as três parcelas do programa de 2020, em um momento de retomada geral das competições esportivas. Em 2019, o Pró-Atleta investiu R$ 2,25 milhões, pagando nove parcelas. O montante investido no ano passado foi de R$ 750 mil. A expectativa do Governo de Goiás, através da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, é conseguir pagar as 12 parcelas em 2021, atingindo um total de R$ 3 milhões de investimento.

Fonte: Seel-GO