19/11/2020-Goiás-Agrodefesa e UEG participam do Congresso Brasileiro do Tomate Industrial

Durante três dias, pesquisadores, professores, especialistas e gestores vão debater produção, comercialização e processamento de tomate industrial, com olhar também para novos rumos do negócio

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) e da Universidade Estadual de Goiás (UEG), apoia e vai participar do Congresso Brasileiro de Tomate Industrial, que será realizado de 24 a 26 deste mês. Todas as atividades serão desenvolvidas por meio virtual, em atendimento às medidas sanitárias preconizadas pelas autoridades de Saúde, que determinam o distanciamento social em decorrência da Covid-19.

Durante o evento, serão realizados painéis e palestras por professores, pesquisadores, especialistas e gestores de Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal e Argentina. Serão abordados temas diversos sobre produção, pesquisa, desenvolvimento de novas cultivares, comercialização e industrialização. Também serão apresentados trabalhos científicos para discussão. Uma das palestras mais relevantes será sobre tendências para o tomate industrial nos próximos anos, comportamento do mercado e perspectivas futuras.

O Estado de Goiás é o maior produtor nacional de tomate industrial, com área plantada aproximada de 9.600 hectares. A produtividade também é uma das mais elevadas do País, com média de 100 toneladas por hectare. Anualmente, Goiás colhe aproximadamente 960 mil toneladas de frutos, matéria-prima que dá suporte ao funcionamento de um grande parque industrial, que produz ampla gama de produtos atomatados e gera milhares de empregos no campo e nas indústrias.

O Congresso Brasileiro do Tomate Industrial é organizado por órgãos e instituições como a Embrapa Hortaliças (cuja pesquisadora Alice Maria Quezedo Duval preside o evento), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Estadual de Goiás(UEG), Instituto Federal Goiano (IFG), Agrodefesa e Associação Brasileira de Horticultura, com apoio de empresas como FMC, Blue Seeds, AMVAC do Brasil, Schole IPN e outras. A organização é da Win Eventos. As inscrições estão abertas em: https://app.virtualieventos.com.br/cbtionline/inscricao.

Conhecimentos
Da Agrodefesa, vão participar do congresso 15 fiscais estaduais agropecuários engenheiros agrônomos, que atuam principalmente em regiões com maior produção de tomate industrial. O presidente José Essado enfatiza que a participação dos profissionais da Agência tem grande relevância pela oportunidade de obtenção de informações e novos conhecimentos sobre os avanços da cultura, que serão fundamentais para aplicação no seu trabalho cotidiano nos sistemas de produção.

A Gerência de Sanidade Vegetal da Agrodefesa, por meio do Programa Estadual de Prevenção e Controle de Pragas em Tomate, desenvolve o trabalho de monitoramento dos cultivos, especialmente na prevenção e no controle de pragas, que podem causar danos econômicos aos produtores e ao Estado. Tanto que, pela Instrução Normativa nº 6/2011, instituiu uma série de ações e medidas fitossanitárias, que visam a prevenção e o controle da mosca branca e do geminivírus no Estado de Goiás.

A normativa alinha medidas obrigatórias, como o cadastro online de viveiros produtores de mudas, de propriedades e áreas produtoras de tomate e de indústrias processadoras; eliminação de restos culturais de tomate até dez dias após a colheita de cada talhão; destruição de plantas voluntárias de tomate imediatamente após o surgimento;
produção de mudas em ambiente telado e demais condições de controle fitossanitário. Todas essas medidas contribuem para garantir a produção, a produtividade e a qualidade do tomate industrial no Estado de Goiás.

Mais informações: (62) 3201-3546

Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) – Governo de Goiás