19/11/2020-Goiás-Governo apoia todos os setores na retomada das atividades

Secretário da Indústria e Comércio, Adonídio Neto, comentou no TBC2 o bom desempenho da indústria, e destacou que tem adotado medidas para que outros setores possam superar rapidamente a crise provocada pela pandemia

Segundo o IBGE, a produção industrial goiana teve crescimento acumulado de 2,5% de janeiro a setembro deste ano, na comparação com igual período de 2019, ficando com o primeiro lugar no País. Para o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Adonídio Neto, a economia de Goiás está se descolando da crise econômica; e com a promessa de que os números da produção industrial possam se perpetuar por alguns períodos, contribuindo com o aumento do emprego e da renda no Estado.

Adonídio esteve no estúdio do TBC2 nesta terça-feira, 17. Ele foi entrevistado pelos apresentadores Danuza Azevedo e Guilherme Rigonato. O secretário comentou o bom desempenho da indústria goiana este ano, a despeito da pandemia, e falou sobre a política de atração de investimentos. Nesta sexta-feira, 20, será realizado evento para a assinatura de protocolos de intenção de investimentos em Goiás, por parte de novas empresas.

Negócios
Afirmou que a SIC vem trabalhando, desde o ano passado e sob a orientação do governador Ronaldo Caiado, na facilitação de negócios no Estado. “A gente trabalha convidando as empresas, que estão em outros Estados, a montar uma filial aqui em Goiás, talvez até transferir suas unidades para cá. E todas as secretarias do governo têm contribuído com isso”, declarou.

O secretário citou as ferramentas utilizadas: incentivos fiscais desburocratizados, licenciamento ambiental também desburocratizado, recuperação das rodovias e infraestrutura, entre outros. Segundo ele, tudo isso facilita o trabalho de atração de empresas. ”Nós estamos sendo um expoente, indo na contramão do Brasil, isso é muito importante para a gente gerar emprego e renda aqui em nosso Estado”, destacou.

Setores
Adonídio falou também sobre os setores que sofrem mais com o atual momento de pandemia, como confecções, indústrias de calçados, hotelaria, bares e restaurantes. Para cada um desses setores, garantiu, o Governo do Estado está propiciando um tratamento específico.

Acrescentou que as ações adotadas são a oferta de crédito para capital de giro emergencial, a inovação, com o apoio à adoção do sistema de tele-entregas, e visando melhorar o ambiente de negócios, para que sobrevivam até o fim da pandemia ou a chegada da vacina. Ressaltou que o propósito é que todos os setores econômicos possam retomar rapidamente suas atividades.

ABC Digital – Governo de Goiás