22/10/2018 – GOIÁS – José Eliton e Caiado iniciam transição “republicana e no mais alto nível possível”

► Governador recebe governador eleito no Palácio Pedro Ludovico e transição entre gestões é formalizada
► Em entrevista coletiva para anunciar integração das equipes de transição, José Eliton anuncia afirma que fará “transição madura e respeitosa” e com transparência
► Caiado elogia postura do governador de promover transição “madura e republicana”

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

Goiânia, 22 de outubro de 2018 – O governador José Eliton (PSDB) recebeu o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) na manhã desta segunda-feira (22/10) em reunião de trabalho no Palácio Pedro Ludovico Teixeira para dar início formal aos procedimentos de transição entre as administrações. No encontro, que durou pouco mais de uma hora, Caiado apresentou a José Eliton os membros de sua equipe de transição, que a partir de agora se integram à equipe estruturada pelo tucano.

Em entrevista coletiva realizada após a reunião entre José Eliton e Caiado, o governador agradeceu ao governador eleito pela visita e por estabelecer “esta transição com olhar no futuro do Estado de Goiás e no bem-estar da população goiana”. José Eliton voltou a ressaltar o objetivo do governo no processo: “Como destacado já anteriormente, a pretensão nossa é fazer uma transição no mais alto nível possível”, disse.

“Todas as equipes estão orientadas a fazer o repasse de todas as informações solicitadas pelo governo eleito, de modo a propiciar a ele as condições de elaborar aquilo que ele entende que são prioridades na sua gestão”, assinalou José Eliton. O governador disse que apresentou ao governador eleito os mais aspectos mais importantes da rotina administrativa. “Nós vamos buscar estabelecer esta transição, como disse, da melhor maneira possível”, ressaltou.

Caiado indicou o senador Wilder Morais (DEM) para coordenar a transição por parte do governo eleito. “A equipe de transição nossa, que já foi constituída, estará repassando todas as informações”, disse José Eliton. O governador afirmou que recebeu de Caiado já um primeiro documento – composto por uma carta de apresentação e solicitação das primeiras informações – que serão repassadas nos próximos dias na íntegra a comissão do governo eleito.

Ao responder as perguntas dos jornalistas presentes, o governador José Eliton, confirmou que tem a intenção de não permitir que a realidade do estado seja deturpada e falou sobre como será a passagem de governo para Ronaldo Caiado. “Espero entregar um governo que possa garantir a ele a condição para que ele realize todos os seus projetos, aquilo que foi apresentado a sociedade”, disse. “Naturalmente, reconhecendo as dificuldades que o estado vive hoje, mas sabendo que nós temos condições de avançar muito, conforme tive a oportunidade de destacar para ele pessoalmente”, afirmou.

Responsabilidade
José Eliton anunciou que será feita, nos próximos dias, uma apresentação das medidas relativas ao fechamento do exercício 2018 e que o objetivo é cumprir todas as vinculações a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Constituição da República, conforme já havia destacado em outras oportunidades. “Será uma transição madura, respeitosa, em que o vencedor desta transição é justamente o cidadão goiano”, garantiu.

Questionado sobre situações como restos a pagar ou dívidas a curto prazo, o governador disse: “Nós não temos preocupação

com isso. Isso faz parte do fluxo de caixa do estado, faz parte da normalidade do estado. E todas as informações solicitadas serão devidamente prestadas ao senhor governador eleito”, disse. Sobre o atual déficit, José Eliton lembrou que o atual exercício, de 2018, ainda não foi fechado, com o fechamento de todos os dados. José Eliton descartou, ainda, exonerações. “A equipe segue até o final de mandato. Não há nenhuma previsão para exoneração de nenhum servidor”, disse.

Caiado agradeceu ao governador José Eliton a realização imediata da audiência de apresentação e formalização da comissão de transição e fez elogios. “Durante um tempo longo conversamos e tratamos de vários assuntos, onde todas as matérias foram muito bem explicitadas pelo governador, que se colocou a disposição de informar os dados necessários, que também nós solicitamos neste momento”, disse.

O governador eleito ressaltou que “temos aqui hoje um acesso direto ao governo, recebendo da área técnica toda a abertura para cruzamento de dados, informações, e um diagnóstico precoce de todas as ações também que terão interferência no nosso governo”. E assinalou que também tem o objetivo de fazer uma transição “cumprindo todo o ritual que se deve cumprir dentro de um sistema democrático, republicano”. Ele lembrou que as eleições se encerraram em 7 de outubro e o objetivo único, a partir de agora, é fazer com que o cidadão goiano “seja o maior beneficiário” na construção do governo.

Caiado ainda lembrou que o governo “tem todo um aparelhamento técnico, de pessoas qualificadas” que irão informar os dados. O governador eleito ainda destacou que conversa fechada de uma hora que teve com Eliton foi no sentido de mostrar “o intuito de ter uma parceria completa na transição e a disposição dele em poder promover em total abertura esta transição, o que mostra que a campanha eleitoral se encerrou no dia 7”.

Ele assinalou, ainda, que “essa é a maneira madura, republicana, de se fazer uma transição, uma maneira respeitosa”, e que, agora, “todos nós estamos ombreados com um único objetivo”. Ressaltou que é isso que o estado de Goiás espera deles, “como duas pessoas que nos conhecemos, com a experiência que ele tem de governo, com o momento que me é dado agora para assumir o governo”.