25/06/2020-Goiás-Governo garante criação de quase 200 empregos para Itumbiara

Foram firmados contratos de assentamento de duas novas indústrias no distrito administrado pela Codego no município

A região Sul de Goiás contará com a instalação de duas novas indústrias. Os investimentos privados são da ordem de R$ 6 milhões, com a criação de aproximadamente 200 empregos diretos e indiretos. O Governo de Goiás, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), assinou os contratos de cessão de uso de área no Distrito Agroindustrial de Itumbiara (Diagri) com as duas empresas nesta última quarta-feira, dia 24.

A empresa FR Adubos e Fertilizantes, do segmento de fabricação de adubos e fertilizantes, construirá uma nova planta fabril no Diagri com o acréscimo de 14,8 mil metros quadrados (m²). O empreendimento gerará 150 novos postos de trabalho.

Já o Grupo Cetric, de Santa Catarina e especializado no tratamento de resíduos industriais e comerciais, vem amplificando suas atividades no Brasil e chega agora a Goiás, com a intenção de investir, inicialmente, R$ 2 milhões na implantação de uma nova unidade em Itumbiara, com a criação de cerca de 30 empregos diretos e indiretos.

A previsão, dos próprios empresários, é para que as construções das unidades industriais já comecem no mês de julho, com a conclusão ainda neste ano. Em meio à pandemia, o Governo de Goiás, via Codego, assegurou a vinda de dezenas de novos empreendimentos para o Estado, com um investimento de R$ 100 milhões. No total, são aproximadamente 1,5 mil novos empregos para todo o Estado.

Cinco indústrias já iniciaram a instalação no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) e uma no Distrito Mineroindustrial de Catalão (Dimic). Além de Anápolis, Catalão e Itumbiara, novas empresas serão assentadas em distritos da Companhia em Abadiânia, Goianésia, Morrinhos, Rio Verde e Senador Canedo.

Por determinação do governador Ronaldo Caiado, a Codego não vem medindo esforços para ser um instrumento importante do Estado para atenuar os efeitos da crise gerada pelo novo coronavírus e garantir a recuperação econômica de Goiás o quanto antes.

Comunicação Codego – Governo de Goiás