26/06/2020-Goiás-Biometria Cidadã faz balanço de projetos

O Bebê Ipasgo é um dos projetos-piloto que avançaram na meta Biometria Cidadã

Membros do Programa Goiás de Resultados avaliaram em reunião por web conferência, as atividades desenvolvidas dentro da força-tarefa denominada Biometria Cidadã para direcionar as próximas ações que serão realizadas com vista à efetividade dos projetos e apresentação de seus resultados para a sociedade.

A força-tarefa é composta por representantes da Polícia Civil, Secretaria de Estado de Administração, Vice-Governadoria, Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) e Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo).

Projetos
Identificação Segura; Goiás Biométrico; Identificação de Desaparecidos; Banco de Políticas Públicas e Biometria Neonatal são alguns dos projetos que estão sendo trabalhados pela força-tarefa com foco na digitalização e identificação dos indivíduos.

Dentro do Ipasgo, dois projetos estão sendo trabalhado em fase piloto. O projeto de Biometria Neonatal, chamado de Bebê Ipasgo, concluiu esta semana o segundo teste. O projeto proporciona a identificação da criança logo nos primeiros momentos de vida, vinculando a criança à mãe, evitando dessa forma possíveis trocas e roubos de bebês dentro das maternidades. Além de segurança, o projeto é também uma forma de proporcionar mais conforto para as famílias, pois o recém-nascido sai da maternidade com certidão de nascimento e com o Cartão do Ipasgo.

De acordo com a gerente de Planejamento do Ipasgo, Camila Sampaio, o avanço do projeto tem sido um sucesso. “Já temos o primeiro bebê Ipasgo que saiu com sua digital recolhida, certidão de nascimento e carteira do Ipasgo e nos certificamos de alguns ajustes que ainda devem ser traçados no projeto para que ele possa ser implementado em todo Estado de Goiás”.

Outras linhas de ação também estão em processo avançado de trabalho e seguem tendo avaliações sistemáticas pelos membros do GR para implementação. É o caso do projeto Identificação Segura, que vai proporcionar às delegacias regionais da Polícia Civil uma estação biométrica de confirmação de identidade de todos os suspeitos logo no momento da autuação. O papiloscopista Rhaul Almeida e Silva explicou que o objetivo é expandir o projeto para todo estado. Entre os próximos passos está a melhoria da estrutura para aumentar a possibilidade de captação dos dados biométricos.

Servidores
Já a Biometria dos Servidores, que visa uma atualização e digitalização do cadastro de todos os servidores estaduais, também foi um dos projetos que esteve em pauta na reunião.

Até o momento, mais de 85 mil servidores já tiveram sua biometria cadastrada. O objetivo é viabilizar a identidade digital de 165 mil servidores, dando celeridade em processos internos da administração pública estadual.

Avanços
De forma geral, os avanços já podem ser vistos e celebrados. É o que avalia o membro do Comitê Gestor do programa Goiás de Resultados, Madson Rodrigues Ribeiro. “A pandemia prejudicou a forte atuação que tínhamos, mas a população espera que continuemos a produzir resultados independente do quadro atual. A Administração Pública não se paralisou, continuamos trabalhando, dentro do planejamento do Programa Goiás de Resultados, com foco total nas entregas”, afirmou.

Goiás de Resultados
O Programa Goiás de Resultados foi lançado pelo governador Ronaldo Caiado em maio de 2019 com o objetivo de promover, integrar ações e potencializar resultados na gestão governamental. Busca também a racionalização do tempo e emprego de recursos públicos em produtos e serviços para o cidadão, com metas de médio e longo prazo. O programa é coordenado pelo vice-governador Lincoln Tejota e atualmente monitora o avanço de oito diretrizes estruturantes e 20 metas prioritárias.

Comunicação da Vice-Governadoria – Governo de Goiás